You are here
Home > Notícias > Futebol > Nacional vence São Caetano e continua vivo na Copa Paulista

Nacional vence São Caetano e continua vivo na Copa Paulista

Por Matheus Lemos

Depois de 4 jogos sem vitória, o Naça volta a vencer em jogo decisivo contra o São Caetano em casa. Numa boa exibição da equipe da zona oeste paulistana, fez 2×0 no primeiro tempo e o placar se manteve no segundo. Com a vitória, o Nacional dorme na 3º posição do grupo 3 com 20 pontos, um a mais que o 4º colocado Água Santa e dois a mais que o Santos, que está em 5º e fora da zona de classificação. Os dois times jogam amanhã, fora de casa, às 10:00, contra Portuguesa Santista e Juventus respectivamente. Dependendo dos resultados, o Nacional pode jogar contra o Taubaté domingo que vem fora de casa, precisando apenas das próprias forças para passar de fase.

Sob 34°C de temperatura no Nicolau Alayon, Nacional e São Caetano começaram o jogo em ritmo lento. A primeira finalização da partida foi do Naça com Emerson Mi, aos 10 minutos, num chute de fora da área para a defesa de Paes. Logo depois, Everton Cézar rouba bola no meio, passa para Emerson Mi que enfia ótima bola para Thiago Santos invadir a área e chutar para fora. O jogo era equilibrado, nenhum dos times dominava, mas o Nacional procurava mais o jogo.

Essa leve superioridade foi concretizada em gol aos 18 minutos. Negueba rouba a bola na lateral direita, toca para Emerson Mi, que cruza na medida para Thiago Santos cabecear para rede. O São Caetano respondeu na sequência, em chute de fora da área de Régis, que obrigou Felipe Lacerda fazer boa defesa. Depois do gol o Azulão atacou mais, porém sem levar perigo. Apenas aos 33 minutos, em cobrança de falta para fora, Alex Reinaldo assustou. No entanto, o Nacional administrava o jogo e aos 43 fez mais um. Escanteio do lado esquerdo, Caio Mendes cruzou e Laécio, que voltava a equipe depois de cumprir suspensão na última rodada, cabeceou e comemorou seu segundo gol no torneio. Antes do fim do primeiro tempo, o São Caetano ainda teve boa chance em cabeçada de Daniel Bueno que Felipe Lacerda defendeu.

A volta do intervalo foi controle do Nacional até a metade do segundo tempo. Troca de passes, posse de bola e não deixava o São Caetano finalizar com perigo. A primeira boa chance do segundo tempo foi do Naça aos 20 minutos. Everton César lança Thiago Santos na área que chutou cruzado para fora. Aos 26 minutos o São Caetano reage na partida em cabeçada de Sandoval para defesa de Felipe. Aos 32, Elias experimenta de fora da área e Felipe realiza mais uma defesa. Felipe voltou a cena aos 35 e aos 36, primeiro em ótima defesa de uma falta cobrada por Alex Reinaldo e depois em uma confusão dentro da área, Sandoval cabeceia e quase encobre Felipe que espalma para fora. O bom momento do São Caetano é interrompido por um ótimo lançamento de Emerson Mi que buscava Marcelinho livre, só que antes do atacante alcançar a bola, Paes, fora da área, tira a bola com o peito.

O São Caetano diminuiu o ímpeto e o Nacional administrou o resultado até o fim da partida. Mesmo com a derrota, o Azulão só depende de si para se classificar. Enfrenta o Juventus em casa na última rodada e um empate já basta. O Nacional precisava da vitória para continuar com chances de classificação e Laécio, autor do gol e Betinho, comentaram conosco sobre o resultado e o próximo jogo contra o Taubaté.

“Acho que vai ser mais difícil que esse (o jogo contra o Taubaté). Taubaté não almeja mais nada na competição, mas é um grupo de moleques jovens, que vão jogar em casa, vão querer mostrar para sua torcida que têm condições de se classificar ano que vem para a série A2. Então é um jogo de muita inteligência, um jogo se suma importância para gente e sabemos que vai ser um jogo difícil”, diz Laécio sobre o jogo decisivo diante da equipe do interior.

“O nível de concentração e acreditar que dava foi de suma importância. Entramos concentrados desde o primeiro minuto, não tinha bola perdida, brigamos do começo ao fim e acho que esse espírito foi fundamental para sairmos com os três pontos hoje”, fala Laécio sobre o ponto positivo da equipe na partida de hoje que tem que manter para o próximo jogo.

 

FALA MEU TREINADOR

“Hoje nós fizemos um jogo sabendo da nossa condição, que era uma das nossas últimas cartadas para buscarmos a nossa classificação. Um confronto difícil contra o São Caetano, uma das melhores equipes da chave. Mas a equipe durante a semana trabalhou muito bem a parte tática. A equipe deles é alta, onde as bolas paradas poderiam surtir efeito. E conseguimos neutralizar, marcamos bem, criamos situações, fizemos dois gols e se defendemos também muito bem na hora que sofremos a pressão. Jogadores se entregaram, saíram exaustos, conseguiram o objetivo principal que era a vitória”, comenta Betinho sobre o jogo.

“Agora é trabalhar durante a semana, vamos aguardar os resultados de amanhã e, provavelmente, quem sabe depender exclusivamente das nossas forças, pois conseguimos levar para a última rodada a classificação”, pondera Betinho sobre as nossas chances a partir de agora.

 

NACIONAL 2 X 0 SÃO CAETANO

 

PÚBLICO: 296.

RENDA: R$ 2.360.

ÁRBITRO: Lucas Canetto Bellote.

ASSISTENTES: Marco Antonio de Andrade Motta Junior e William Trufelli Malaquias.

QUARTO ÁRBITRO: Marcio Mattos dos Santos.

CARTÕES AMARELOS: Diego Chiclete (NAC); Magrão (SCA).

NACIONAL: Felipe; Thiago Cunha (Veloso), Luis Henrique, Diego Chiclete e Caio Mendes (Marcelinho); Everton Cesar, Everton Claiton, Negueba (Jadson) e Thiago Santos; Emerson Mi e Laécio Técnico: Betinho.

SÃO CAETANO: Paes; Alex Reinaldo, Sandoval, Magrão (Paulo Vinícius) e Bruno Recife; Esley (Daniel Costa), Régis, Paulinho Santos e Norton (Elias); Daniel Bueno e Carlão Técnico: Luís Carlos Martins.

Deivid Silva
Paulistano da gema, aficionado pelo Nacional Atlético Clube e colaborador assíduo do clube no setor de comunicação. Trabalhou no rádio como comentarista e repórter setorista em São Paulo e Rio de Janeiro.
http://www.nacionalacsp.com.br

Deixe uma resposta

Top